timon de mataiotez

terça-feira, junho 24, 2008

à espera do sol


Photobucket



fotografia - Paulo

posted by Cláudia at 00:24 2 comments

domingo, novembro 25, 2007

Que olhar me transmites?



Fotografia : David Candeias
Autoria: Cláudia Silva
posted by Cláudia at 19:29 6 comments

domingo, outubro 07, 2007

Dia Mundial do Animal

video

O Amor entre os Animais é, de facto, algo de inexplicável.
"Muitas crianças desejariam que os seus pais fossem animais."
Que sociedade é esta?


Texto: Cláudia Silva
Vídeo: recebido de um amigo

posted by Cláudia at 16:15 6 comments

quinta-feira, setembro 13, 2007

Zoologia: O Gato


"Um gato, em casa, sozinho, sobe
à janela para que, da rua, o
vejam.
O sol bate nos vidros e
aquece o gato que, imóvel,
parece um objecto.
Fica assim para que o
invejem - indiferente
mesmo que o chamem.
Por não sei que privilégio,
os gatos conhecem
a eternidade."
Imagem: Luciana Misura
Poema: Nuno Júdice
posted by Cláudia at 13:29 5 comments

terça-feira, julho 24, 2007

Há um aproximar entre nós...

Vês a minha mão? Consegues vê-la e senti-la?
Não, eu não te vou torturar. Seria lá eu capaz de tal coisa?
Espera, não... não fujas, não tenhas medo de mim.
Eu? Claro que não te vou caçar para de seguida te comer. Eu não me vou alimentar do teu sofrimento...
Sim, sou humano, infelizmente sou humano. Nem sabes o quanto me envergonha admitir isto. Não imaginas as voltas que dou para encontrar uma solução para algo que já dura desde muito antes da minha existência.
Porquê? Ora, porque eu acredito na igualdade, porque eu sei que por baixo desse pêlo bate um coraçãozinho frágil que ainda sobrevive porque me encontrou...
Vem, sente a minha mão, vem que vou-te mostrar que há sempre uma solução, basta acreditar, e eu vou continuar...
Autoria: Cláudia Silva
Fotografia: Rosalina Afonso

posted by Cláudia at 16:44 8 comments

terça-feira, maio 01, 2007

Trepando...

Fotografia: Raphael o pensativo

Assim me vejo
Passo ante passo caminho
Por vezes olho para trás
Hesito
Suspendo a caminhada.
Uma onda aparece e dá-me mais um empurrãozinho,
Então prossigo novamente.
Olho para o cume daquela montanha,
Quem me dera lá conseguir chegar!
Sei que para isso são precisos milhões de passinhos.
De cada passo que dou,
São precisas milhões de moléculas de oxigénio para que o dê.
Quando, por fim, atingir o seu topo,
Descobrirei que foi apenas uma de tantas etapas…
Autoria: Cláudia Silva
posted by Cláudia at 19:02 6 comments

domingo, março 25, 2007

Uma homenagem

Já lá vai uma longa caminhada desde a iniciativa de criar um blog. Comecei com o Timon nos blogs do Sapo, passando recentemente, razão dessa homenagem, para o Timon de Mataiotez do Blogger.
Passa ante passo, fui fazendo deste blog um manancial de informação, um cantinho de reflexões, um espaço onde qualquer um que o visitasse pudesse sentir o amor transmitido pelos animais, o verdadeiro espírito de sacrifício.
Fotografia: Carlos Jorge Pinheiro
Mostrei algumas das coisas mais belas que eles nos propiciam, nunca as mais relevantes pois essas são indemonstráveis, só a nossa sensibilidade as consegue tocar.
Hoje, é a minha vez de homenagear a existência deste blog que tanto me diz porque é um espaço onde posso expor os meus constrangimentos, as minhas angústias de nada ou quase nada poder fazer para ajudar os animais. O Timon de Mataiotez está hoje de parabéns!

Fotografia: José Luís Mendes

Por todo o afecto demonstrado por quem o visita, pelas palavras amigas que aqui deixaram, por todo o sofrimento/alegria que comigo partilharam, agradeço-vos e espero que este cantinho continue mas, sobretudo, espero que durante todo este tempo, ele tenha servido não apenas como cantinho agradável mas também como um espaço onde vocês possam reflectir e dar razão àquilo que a vossa consciência dita.


Fotografia: Cláudia Silva

Aproveito, também, para homenagear um animal que me disse e continua a dizer muito, porque o seu corpo pode ter partido, mas a sua alma e a sua presença continua sempre viva no meu pensamento… À Luna por todo o amor que lhe tenho, por todos os momentos bons que passei com ela, por tudo o que ela me ensinou… De ti, retiro uma grande parte daquilo que sou, vejo-te como tudo aquilo que eu gostava de ser. Tu és uma parte de mim e devo-te isso… A ti, com amor, dedico-te este dia, apesar de seres a manhã de cada dia meu, tu sabes.
Amo-te!
A todos vós, muito obrigada!




posted by Cláudia at 12:51 7 comments